Mitos e Verdades sobre o clareamento dental a laser 
24 de maio de 2017
Como manter o clareamento dentário a laser por mais tempo?
24 de maio de 2017
Show all

É seguro fazer clareamento dental a laser?

Dentro do ramo da tecnologia médica o uso de da luz de laser tem se difundido amplamente, com destaque na odontologia. Isso se deve a maior procura por clareamento dental a laser, no qual o resultado é nítido e satisfatório.

Muitos pacientes mantem uma higiene bucal correta, com o uso de escovas de dente apropriada, creme dental e antisséptico bucal. No entanto, ainda assim não alcançam os resultados de branqueamento esperados. Ainda há os casos que por diversos fatores, há predominância de manchas nos dentes.

Estes são fatores que levam pacientes aos consultórios em busca do laser. Ainda assim, muitos sem mantêm temerosos quanto à eficácia e segurança do procedimento, muitos pensam na possibilidade de riscos à saúde.

Existem vários tipos de clareamento além do clareamento dental a laser, o paciente deve observar qual o método mais indicado para a sua situação e estado de saúde bucal.

Como funciona o clareamento dental a laser? É um método seguro?

Este é um procedimento que deve ser feito exclusivamente em um consultório médico odontológico, por um profissional habilitado. Certifique-se das boas indicações do profissional e do seu registro profissional.

  • O processo químico de clareamento dental a laser.

O branqueamento dos dentes ocorre a partir de uma reação química. Dentro do dentre existem substâncias que provocam o escurecimento, a reação química que ocorre no clareamento libera substâncias de oxigênio, que penetram no dente e quebram as cadeias de pigmentos que promovem o escurecimento.

 

É um processo acumulativo, a cada sessão mais pigmentos são quebrados até o dente clarear totalmente. Isso ocorre pelo fato do esmalte dental ser permeável.

 

  • Segurança do procedimento e contraindicações.

O clareamento dental a laser é um método seguro e não possui efeitos colaterais. O laser não tem contato físico com os dentes, é indolor e silencio. No entanto, alguns dentistas não indicam o tratamento para pacientes que apresentam tártaros ou gengivites.

 

Em pacientes muitos jovens, indica-se ter cautela no tratamento para evitar riscos de afetar a polpa dental. Quanto às gestantes, não há estudos que garantem a segurança do laser para elas, portanto a indicação é aguardar o final da gestação.

 

  • O Procedimento.

O primeiro passo do clareamento dental a laser é a remoção de placas pelo dentista. Após a limpeza, aplica-se o gel de clareamento, composto do princípio ativo de peróxido de hidrogênio, seguido pela aplicação da luz de laser. É um procedimento rápido e prático.

 

Tipos de Clareamento Dental

Se você deseja ter dentes mais brancos, no entanto o clareamento dental a laser não é indicado pra você, há outras possibilidades de proporcionar o branqueamento dos dentes.

 

  • Clareamento dental caseiro.

Neste tratamento, o dentista produz moldeiras e entrega ao paciente, junto com seringas do gel de clareamento. O tratamento é feito em casa, no período de 30 minutos durante o dia, ou durante a noite. O dentista determina a frequência de uso e o retorno ao consultório.

 

  • Água oxigenada.

Esse é um tratamento alternativo usado por muitas pessoas, porém não é indicado pelos dentistas, pois a água oxigenada pode apresentar diferentes comportamentos de acordo com o PH da pessoa.

 

  • Tiras Clareadoras.

Pode ser um eficiente método, pois as tiras permanecem em maior contato com os dentes. No entanto, deve-se tomar cuidado com uso de tiras, que às  vezes podem causar sensibilidade e até mesmo pequenas úlceras.

 

  • Enxaguatório Bucal

Este é um tratamento auxiliar, de fácil alcance e que usado todos os dias pode colaborar com clareamento dos dentes, pois muitos dos antissépticos bucais possuem peróxido de hidrogênio na composição.

 

Portanto, o clareamento dental a laser se apresenta como um dos métodos mais seguros e eficazes no branqueamento dos dentes. É importante frisar que a avaliação e acompanhamento de um profissional é estritamente recomendado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *